A fachada de empresa é importante para os negócios

Um projeto de casa difere bastante de um projeto da arquitetura de interiores para empresas. E como boa parte das cidades estão adotando políticas contra a poluição visual, muitas empresas têm sido obrigadas a ajustar a fachada de empresa a fim de evitarem multas. Mas o que poderia se tornar um problema para os lojistas tem, na verdade, melhorado a imagem dos clientes frente aos negócios.

A fachada de empresa deve ser bonita

Em Campo Grande – MS, por exemplo, as empresas foram obrigadas a reduzir o tamanho de letreiros e seguir a um padrão, o que melhorou consideravelmente a experiência visual de quem passa pelo centro. Mas deixou muitos lojistas insatisfeitos por conta dos gastos com a nova fachada, o que seria facilmente resolvido se, desde o início, o projeto de arquitetura tivesse contemplado a vitrine.

Fachada de empresa pode poluir visualmente a cidade

Além da poluição visual, muitas fachadas não dizem nada a respeito do negócio e, apesar de terem custado uma pequena fortuna continuam sendo pouco atrativas e, muitas vezes, atrapalham a marca. Por exemplo, fachadas de madeira são ideal para produtos rústicos, orgânicos e artesanais. Remete a aconchego, ao campo.

Para adequar uma fachada de madeira a um outro tipo de negócio, o ideal é misturar com elementos mais modernos como vidro e instalações metálicas, com cortes retos na madeira. Um escritório de arquitetura pode oferecer soluções compatíveis com o público-alvo da empresa: sofisticado, descolado ou que busca preços baixos.

Uma fachada sofisticada para uma loja de R$ 1,99 dificilmente vai atrair o cliente a entrar, pois ele tende a ficar constrangido em lugares chiques ou, acha que os produtos daquela loja têm preços muito superiores aos que estão acostumados a pagar.

5 motivos para investir em imóveis de luxo

Não chega a ser uma dica de empreendedorismo, mas adquirir um imóvel de alto padrão aproveitando a oferta em grandes cidades brasileiras, pode ser um bom investimento para diversificar a renda do empreendedor, como casas e apartamentos para alugar. Listamos as principais vantagens ao investir nessa categoria de imóvel, confira:

Imóveis de luxo em São Paulo

1 – Materiais de primeira linha

Esses imóveis são construídos com produtos de primeira, o que significa maior durabilidade e menos dor de cabeça com substituições e manutenção. Compare os imóveis na Chácara Klabin e em regiões populares de São Paulo para ter uma ideia da qualidade dos materiais utilizados.

Localização de imóveis de luxo

2 – Boa localização

Imóveis dessa categoria atraem investimentos para a região, como comércio segmentado e facilidades próximas de casa. Ao contratar uma consultoria imobiliária para avaliar os imóveis, procure saber se há investimentos na região ou se trata-se de uma região mais privativa.

Valorização de imóveis de luxo

3 – Valorização

São imóveis que só tendem a valorizar e, enquanto os imóveis populares tendem a ficar cada vez mais enxutos, imóveis de luxo prezam por espaço e privacidade o que valoriza consideravelmente o metro quadrado. Um bom consultor imobiliário será capaz de fazer uma estimativa da valorização da região nos próximos anos.

4 – Qualidade de vida

Como foi citado no item anterior, os imóveis de alto padrão têm como diferencial a privacidade e o conforto, com áreas de descanso e ambientes amplos. São excelentes para famílias por contar com área de lazer: quadras esportivas, piscina e área de festas.

5 – Segurança

Esse tipo de imóvel já conta com sistema de segurança e soluções para manter a família segura e confortável em casa. Alarmes, portas resistentes e câmeras de segurança fazem parte do “pacote” e ainda podem contar com guarita em pontos estratégicos da propriedade.

 

10 tipos de seguros que todo empreendedor deve ter

Em épocas de crises como essa, não fica difícil entender a importância de um empreendedor ter seguros para beneficiar seus projetos e pessoas ele tenha interesses profissionais e/ou pessoais.  Esses seguros vão do mais simples como um seguro de vida, até os mais segmentados como seguro para agronegócios. Para listar alguns tipos de seguros nós buscamos um corretor de seguros que dispõe de conteúdos explicativos sobre vários tipos de seguros. Vamos discorrer os mais interessantes para que o empreendedor veja o custo-benefício dessas garantias. Confira abaixo os seguros que o corretor imobiliário Paulo Padilha disponibiliza nos seus serviços:

10 tipos de seguros que todo empreendedor deve ter

Seguros de veículos

Esse tipo de seguro é muito utilizado por quem tem um automóvel particular, mas os empreendedores que disponibilizam de frotas devem ter interesse nesse serviço. Esse é um ótimo jeito para proteger o funcionário e o veículo da empresa, infelizmente eles podem ser vítimas da imprudência alheia, e esse seguro serve para manter a ordem em caso de imprevistos.

Seguro residencial

Esse seguro serve para proteger o patrimônio contra eventualidades drásticas como incêndios, explosões e desastre natural.  Esse caso a assistência do seguro pode servir para que as perdas financeiras sejam reembolsadas.

Seguro Empresarial

Um dos mais importantes para a vida profissional do empreender, com ele é possível proteger a empresa diante de crises e imprevistos financeiros.  A assistência desse tipo de seguro disponibiliza ações para solucionar os problemas da empresa sem grandes perdas.

Seguro de vida

Esse seguro serve para dar suporte financeiro diante da perda de um ente querido, a assistência da seguradora disponibiliza uma quantia “x” para a reestruturação financeira. Assim a família não precisa se preocupar com questões financeiras diante de uma situação tão delicada.

10 tipos de seguros que todo empreendedor deve ter

Seguro de Vida em Grupo

Essa modalidade de seguro funciona como a descrita anteriormente, porém a diferença é que o protegido do seguro é alguém que tenha laços profissionais com o empreendedor. Essa é uma forma de valorizar os funcionários da sua empresa, além de se precaver contra despesas médicas e hospitalares.

Seguro de risco diversos

Esse seguro tem como objetivo assegurar o patrimônio do segurado, assim em qualquer eventualidade e/ou prejuízos o segurado é indenizado.

Seguro previdência

Esse seguro beneficia as pessoas que possuem laços com o segurado, entre os benefícios estão as pensões de vários tipos, há pensões aos menores de 21 anos, pensão mensal e vitalícia. Ele proporciona uma assistência as pessoas importantes para o segurado.

Seguro Viagem

Um tipo de seguro interessante para o empreendedor que viaja muito, nesse tipo é possível ser assegurado em caso de qualquer emergência ou eventualidade durante as viagens, seja de passeio ou a trabalho.

Seguro para agronegócios

Esse seguro é indicado para empreendedores do mercado de agronegócios, com ele é possível cuidar do seu cultivo sem se preocupar com prejuízos de causas naturais, como secas, chuvas, e frio intenso. Esse é um investimento que qualquer pessoa que preze pela sua produtividade precisa ter.

Além desses seguros o Paulo Padilha também é experiente na área imobiliária, se você é do Centro-Oeste e busca imóveis à venda em campo grande MS, pode consultar os serviços dele, pois o Paulo também atua como corretor de imóveis.

5 dicas de para impressionar na entrevista em inglês

Você estudou no melhor curso de inglês e candidatou para aquele tão sonhado emprego e esta vai ser a prova de fogo para testar todos os anos de curso de inglês para entrevista. Não fique nervoso, prepare-se bem e conquiste a vaga!

Se ainda não conseguir a entrevista, mas gostaria de se equiparar ao mercado internacional, confira esse post que reuniu as maiores agências de trabalhos temporários no exterior, em diversas áreas de atuação. Reunimos algumas dicas infalíveis com recrutadores e eis o que eles nos disseram:

 1 – Falar corretamente é melhor que falar rápido

O candidato bilíngue não deve se esforçar para impressionar falando mil palavras por segundo em um vocabulário confuso, mas pode (e deve) falar mais devagar e ser compreendido em um inglês perfeito.

 2 – Conhecer a empresa

Neste item é preciso fazer a tarefa de casa: estudar o site da empresa, buscar informações relevantes sobre a sua área de atuação e contribuições importantes para o setor. Caso a entrevista seja por telefone ou internet, prepare os principais tópicos em uma folha para que, se surgir a oportunidade, você possa mencioná-los adequadamente.

 3 – Ter boas respostas para a área fim

Seu currículo impressionou e agora o recrutador quer saber o seu grau de domínio em todas aquelas informações relatadas. Reveja seu currículo e imagine quais perguntas poderiam ser esclarecidas sobre a sua área e pratique algumas respostas. Grave suas respostas e avalie: hesitou? Demonstrou nervosismo? Pratique até se convencer. Se estiver estudando, aproveite as aulas de inglês para pedir auxílio ao professor

 4 – Saber termos técnicos na língua inglesa e conceitos básicos

Este ponto complementa o anterior: saiba os principais termos técnicos da sua área e mencione durante a entrevista em inglês. Uma vez contratado, você vai precisar estar familiarizado com os conceitos para dialogar com a equipe e clientes, não é mero critério de avaliação.

 5 – Expressar-se bem em inglês

Saiba expressar suas ideias de modo claro, em português e inglês. Preste atenção nos argumentos e na sua capacidade de ser conciso.

Como ser um bom empreendedor

como ser um bom empreendedor
A vontade de empreender já faz parte da vida de muita gente, que pretende deixar o emprego fixo para trabalhar pra si mesmo. O que move esse sonho/meta?

  • Realização Pessoal
  • Independência Profissional
  • Possibilidade de alta lucratividade

Mas a maioria dos sonhadores se ilude pensando que o sonho vai se realizar da noite pro dia, sem planejamento, sem capital inicial e sem uma tripla jornada. Existe uma grande ilusão também quando o primeiro pensamento é “posso trabalhar a hora que quiser sem ninguém pegar no meu pé”. Esse é o primeiro passo em direção ao fracasso.

Se você tem um sonho, uma meta e os pés no chão, aqui vão algumas dicas para iniciar essa trajetória nada fácil, porém muito compensadora.

Escolhas que podem fazer a diferença para o sucesso de um iniciante:

Setor: Na hora de escolher o segmento em que vai investir é necessário levar em consideração além da sua habilidade e conhecimento no assunto, a influência da economia a curto e longo prazo no cenário deste setor, analisar os pontos fortes, os pontos fracos as ameaças e oportunidades, para não cair na tentação de um negócio temporal e virar mais uma empresa da “modinha” que pode morrer na próxima estação.

Empresas de nicho bem planejadas, que entregam algo que as pessoas tenham necessidade ou desejo, são as microempresas que mais se destacam independente do segmento. Identificar uma oportunidade em um caminho que poucos seguiram é muito mais compensador do que seguir um caminho que todo mundo faz.

Esqueça o que “está dando dinheiro” se você sabe disso é porque muita gente já investiu e testou, aposte naquilo que pode dar muito dinheiro se você for o pioneiro.

Local do Empreendimento:

Pegar a sua ideia boa e inovadora e inserir em um local lotado de opções, pode não ser tão bom, quanto mais uma vez usar a alternativa de ir aonde ninguém foi ainda.

Se a ideia é abrir um ponto físico, opte por bairros afastados da área central, mas que tenha um movimento e o público que você quer atingir.

Por que não investir no interior ao invés de inserir seu negócio em mais um ponto saturado? Opte por cidades pequenas com uma renda per capita mais alta, onde os custos mensais sejam mais baratos que um ponto comercial na capital. Consulte indicadores financeiros do seu estado, sonde as notícias de Campo Grande MS e compare com o interior, para identificar tendências de mercado e carências no comércio, indústria e serviços.

Outra opção é na internet, onde um negócio diferenciado online tem mais chances de fazer sucesso e menos custos iniciais que um ponto físico.

Planejamento e mão na massa:

Após pesquisar muito e ter certeza de que quer investir, em qual segmento e qual local. Faça um planejamento de onde pretende chegar, qual público quer atingir, como quer posicionar sua marca no mercado, e tudo que será necessário pra que isso realmente aconteça.

Se você não tem conhecimento ao menos teórico em administração de empresas, procure imediatamente uma consultoria para se orientar em todos os passos. Durante o planejamento toda ajuda, conselho e orientação de profissionais são bem-vindos pra adequar o seu sonho a sua realidade. Para a execução é necessário apenas disciplina, foco e força de vontade.

Vale a pena investir em imóveis para alugar?

Comprar loteamentos em Mato Grosso do Sul ou imóveis como investimento podem ser bons negócios a longo prazo. Muita gente investe no setor imobiliário por encarar como uma renda extra e uma poupança, considerando que o imóvel será sempre valorizado.

Mas esta não é a conta correta. Investir em imóveis para alugar, assim como qualquer investimento, precisa de um planejamento claro, para visualizar os lucros com um valor tão alto. É possível verificar com imobiliária em Campo Grande MS e até mesmo com a prefeitura local se há planos para expansão da cidade na região do imóvel.

investir em imóveis para alugar compensa?

A criação de uma cadeia ou de um depósito de lixo pode desvalorizá-lo rapidamente e o oposto também vale, como a construção de um shopping ou um parque podem valorizar a região do dia para noite.

Especialistas recomendam que o valor do aluguel deva corresponder, mensalmente, de 0,5% a 0,85% do valor do imóvel. Ou seja, o retorno imediato é alto se comparado aos investimentos na poupança, mas é baixo quando comparado aos investimentos em títulos públicos, que são menos arriscados.

Desde 2010, os donos de imóvel podem respirar mais aliviados por conta da lei 12.112/09, que reduz os riscos desse tipo de investimento, pois o inquilino que não pagar o aluguel pode ser despejado em 30 dias.

Pagamento de impostos como IPTU, imposto de renda, manutenções regulares e melhorias no imóvel também entram na somatória de gastos e devem ser contabilizados. Outros gastos com contador e documentos para alugar imóvel e comprar loteamentos também.

Resumindo: antes de investir em aluguel Campo Grande MS e em outras cidades do país é preciso avaliar o valor e a situação do imóvel, calcular gastos com manutenção e impostos, verificar potenciais áreas de desenvolvimento na cidade e conhecer outras formas de investimento.

Como fazer dinheiro online: infoproduto

Quantos blogueiros e empreendedores digitais estão investido na modalidade de infoproduto? São cursos de fotografia, cursos para concursos, dicas para melhorar os resultados com sites e acessos para muitos eventos virtuais seletos.

Formatos de infoproduto e comportamento do cliente virtual

 

Não há custos com produção gráfica ou distribuição, por outro lado, a campanha de marketing e o conteúdo precisam fisgar o leitor, para que ele queira comprar o seu curso. Se a sua especialidade é em dicas para passar em concursos públicos, apresente resultados de quem já testou sua ferramenta e aprovou. Consiga boas recomendações naturais, pois esse é o melhor indicativo de que seu curso para concurso tem qualidade e merece ser comercializado.

Muitas táticas de vendas “matadoras” são usadas, mas no fim das contas é a qualidade do seu produto que vai falar por si só. As pessoas vão citá-lo como referência, mas antes de conseguir o sucesso, você vai precisar organizar todo o conteúdo e ir direto ao ponto. Lembre-se, as pessoas estão comprando a solução.

Infoproduto, será que essa moda pega?

É possível que tudo o que você ensine já esteja disponível na internet, mas só de organizar todo o material e comunicar aos públicos corretos, você já consiga boas vendas.

Comece com a pesquisa, descubra um problema sem solução ou com uma solução muito complicada e que você conhece a solução mais adequada ou mais prática, ou as duas coisas. Depois procure saber se há público e defina o melhor formato (ebook, vídeo-aulas, screencasts, audiobooks, podcasts, clube de membros, etc) e defina um preço.

Verifique a possibilidade de contratar profissionais que complementem o seu trabalho, por exemplo, um designer para compor o layout do seu ebook, ou um videomaker para produzir sua série de vídeos.

Proponha seu infoproduto para grupos de afiliados ou use plug-ins para limitar o acesso no WordPress e faça uma campanha de marketing super TOP.

Depois, acompanhe os resultados.

Seja visto: portifólio online para fotógrafos

Fotógrafos, decoradores, confeiteiros e outros profissionais que dependem do apelo visual dos seus produtos e serviços precisam de um portifólio online. Instagram e Pinterest são redes sociais que podem caminhar juntas com o site, mas o portifólio é fundamental.

Dicas de portifólio online para fotógrafos

Ele se torna o cartão de visita do profissional e pode ajudar a expandir os negócios e ganhar mais visibilidade pelo seu trabalho. A plataforma e o layout do site, quanto mais usual forem, melhor será a experiência de navegação e mais encantados os visitantes ficarão.

Verifique os planos de hospedagem de sites para que o volume de fotos não comprometa o pacote de armazenamento do site. Lembre-se que as páginas precisam ser organizadas por categorias e as fotos não precisam ser de alta resolução, apenas o suficiente para serem admiradas no site. Tomando essa medida você evita que suas fotos sejam usadas em projetos de terceiros sem o seu consentimento e, ao mesmo tempo, torna o site mais leve.

Portifólio online para fotógrafos: proteja suas fotos

Procure opções de desenvolvimento de sites que atendam o seu negócio a curto e a longo prazo e que permitam a atualização de formatos, como, por exemplo, o HTML5. Conheça a plataforma de sites inteligentes da Super Biz, em que o cliente aprova layout criado pela empresa e tem possibilidade de ter vários e-mails com o mesmo nome da empresa, transmitindo muito mais profissionalismo aos clientes.

O fotógrafo Messias Ferreira está no mercado há 16 anos e há 6 criou seu primeiro portifólio. Acabou migrando para a plataforma de sites inteligentes pelo dinamismo: “agora eu incluo ou altero conteúdo sempre que achar necessário, pois tenho total acesso ao site”.

Com fotos ilustrativas de eventos que cobriu, ele recebe visualizações de familiares e amigos de noivos, o que gera um volume significativo de orçamentos. “Ter um portifólio virtual hoje é fundamental para qualquer profissional liberal”, completa. Inspire-se no trabalho deste artista: http://www.messiasferreira.com.br/index.php

Criação de bicho-da-seda é rentável?

Criação de bicho-da-seda

Para empreendedores em áreas rurais, a criação do bicho-da-seda é uma alternativa rentável, principalmente quando se trata de produção familiar. Esta atividade requer baixo investimento na infraestrutura e pequenos espaços de terra, facilitando o acesso para investidores que desejam comprar fazenda e torna-la rentável, mesmo sem muitos recursos para grandes fazendas.

Com cerca de 4 hectares de terra é possível cultivar as amoreiras necessárias para a alimentação das larvas. Os galpões, onde as larvas permanecem todo o período até o envio dos casulos para a indústria, custam cerca de R$ 9 mil em um espaço de 150 x 30 metros, onde acondiciona 100 mil larvas. Se o interesse do empreendedor em fazendas a venda está em diversificar as atividades da propriedade, a sericicultura é uma excelente oportunidade, até porque, sofre sazonalidade.

A safra vai de setembro a maio, período em que a amoreira fica com as folhas amareladas, neste período o produtor deve ter outras fontes de renda, o que é possível conciliar o ano todo com a sericicultura, já que os bichos-da-seda demandam menos trabalho que a agricultura convencional.

Criação de bicho-da-seda: casulos

O ciclo dura menos de 30 dias, o que significa cerca de R$ 2 mil por esse volume de casulos, que devem ser enviados após classificação e seleção, por tamanho e qualidade do casulo. A cada 5 kg de casulo, 1 kg é convertido em seda. E a produção apresenta apenas 3% de perda com casulos muito pequenos, mal formados ou com o bichinho morto.

As folhas da amoreira devem ser colhidas duas vezes ao dia, no primeiro momento da manhã e no fim da tarde, pois é quando estão frescas, já que a temperatura alta das folhas pode matar o bichinho. A cal deve ser usada para afugentar as pragas e tirar o excesso de umidade nas folhas e o formol deve ser usado para desinfetar o ambiente.

No Mato Grosso do Sul e Paraná, a Bratac fornece bichos-da-seda e assistência agrícola para novos produtores: http://www.bratac.com.br/bratac/pt/index.php

Como o artista plástico pode se tornar um empreendedor de sucesso

Empreendedor de sucesso: Romero Britto

Romero Britto hoje é o artista plástico brasileiro da atualidade, Irmãos Campana também. Mas como conseguiram chegar lá? Será que qualquer artista plástico pode se tornar um empreendedor de sucesso e virar uma marca conhecida?

Depende. O artista precisa encontrar o seu estilo e assinatura e ter um trabalho de gestão intenso e contínuo. Geralmente o que acontece é que o artista é a parte criativa, mas não consegue ser, ao mesmo tempo, o gestor de tantas ideias e ainda saber de quanto precisa vender para pagar as contas no fim do mês.

Uma vez definido o conceito de arte do artista, ele precisa ser visto. Participar de eventos, exposições e estar em plataformas para venda de quadros. Há sites que pagam uma porcentagem ao artista por cada obra vendida (no caso de fotos e imagens) e ajudam a divulgar sua arte.

Como ser um empreendedor de sucesso e artista

As mídias sociais são um bom indicativo da aceitação do público, crie uma fanpage ou um blog e alimente com imagens de quadros, esculturas, pinturas… Seja simpático e próximo do seu consumidor, responda a perguntas, promova interações. Esteja presente. Faça sorteios dos seus quadros e promova concursos culturais, pensando em divulgar sua marca.

Por trás de todo este trabalho, tenha uma noção real dos valores gastos nas obras e nos quadros decorativos, incluindo quantidade de matéria-prima utilizada aluguel do ateliê ou estúdio, valores de impostos e contas. Tenha um controle financeiro rigoroso e desvinculado dos gastos pessoais.

Se for vender diretamente ao cliente, tenha em mente a logística e os prazos de entrega, e os custos com embalagem. Aqui, atenção: capriche na embalagem. Sempre que for possível, contrate um profissional para executar serviços fora da sua expertise.

E busque parcerias para vender os seus produtos. Marcas de sapato, roupas, acessórios. Mas também busque parcerias com blogueiros, designers e todos os canais que “conversem” com seu cliente potencial.