10 dicas para quem quer abrir um pet shop

dicas para abrir um pet shop

Para abrir qualquer negócio é preciso estudar o segmento antes, analisar o investimento inicial e a disposição do futuro empresário em esperar os lucros chegarem a partir do segundo ano de existência de empresa. Segundo a Associação Nacional de Fabricantes de Produtos para Animais de Estimação (Alfalpet), o setor de produtos veterinários no Brasil faturou R$ 11 bilhões em 2010, sendo que 66% refere-se à venda de comida para pets e 20% a serviços. Elencamos 10 dicas para quem quer abrir um pet shop, confira:

  • Tenha um médico veterinário como responsável técnico, é obrigatório. Verifique outros detalhes técnicos no Conselho de Medicina Veterinária no seu estado.
  • Pense em boas parcerias e bons fornecedores, como por exemplo, uma boa distribuidora de medicamentos veterinários.
  • Ao pensar na localização do ponto comercial observe o fluxo de pessoas, a velocidade dos carros que passam em frente, defina seu público a partir da vizinhança e identifique a possível localização da fachada. Ela precisa estar visível tanto para motoristas quanto para pedestres.
  • Visite os concorrentes, observe a qualidade e variedade de produtos e, se possível, teste os serviços oferecidos.
  • O setor demonstra um aquecimento e uma diversidade de serviços e produtos para Pet Shop. Esteja disposto a diversificar os seus serviços em busca da fidelização, ofereça comodidade aos clientes como transporte de animais (taxidog), creche (day care), passeio, atendimento em domicílio e, adestramento e educação.
  • Questione-se: qual é capital inicial do negócio? Qual é a sua expectativa de venda nos primeiros meses? Qual deve ser o faturamento para cobrir os custos fixos mensais (aluguel, telefone, veterinário, funcionários, energia elétrica, água, etc.)?
  • Faça parcerias. Procure veterinários, massagistas e adestradores, propondo parcerias em que todos ganhem.
  • Procure o Sebrae mais próximo, lá você vai encontrar dados do setor na cidade, orientações para abrir o primeiro negócio e treinamento para controles internos.
  • Divulgue o seu negócio: tire fotos dos bichinhos e publique nas redes; promova tutoriais no youtube de cuidados básicos com os animais; fortaleça a sua marca e torne-a conhecida.
  • Lembre-se de adquirir equipamentos que otimizem o trabalho: a) soprador para acelerar a secagem do pelo; b) secador com potência mínima de 3500 W; c) tosadora profissional.
  • Valorize o visual do ambiente, lembre-se que ele deve ser confortável para donos e pets.

Mais informações: Conselho Federal de Medicina Veterinária e Sebrae

3 comentários sobre “10 dicas para quem quer abrir um pet shop”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *